domingo, 4 de dezembro de 2011

provando Clarice mais uma vez...

"Não acusar-me. Buscar a base do egoísmo: tudo o que não sou não pode me interessar, há impossi­bilidade de ser além do que se é — no entanto eu me ultrapasso mesmo sem o delírio, sou mais do que eu quase normalmente —; tenho um corpo e tudo o que eu fizer é continuação de meu começo;"
Clarice Lispector
Perto do Coração Selvagem

Um comentário:

  1. Li Perto do Coração Selvagem, quando tinha 17 anos, reler agora passado dez anos, me enche de novas sensações, interpretações, mas também deslumbro-me com um pouco de nostálgia e recordações.

    ResponderExcluir